Notícias



Governo da Espanha ajudará Brasil a recompor acervo do Museu Nacional

Visualize fotos

O governo espanhol irá ajudar o Brasil na recomposição do acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro, segundo o ministro da Cultura e Esporte da Espanha, José Guirao Cabrera, que é ex-diretor do Museu Nacional de Arte Reina Sofía, um dos mais importantes da Espanha.
De acordo com o ministro, a Espanha tem documentos históricos que estão em seus museus, "às vezes, até fora de exposição, que devem ser relevantes ao Brasil". O anúncio foi feito durante encontro com o ministro da Educação, Rossieli Soares, em Madri.
“Em reconhecimento a essa história, a Espanha ajudará o Brasil na recomposição do acervo ao Museu Nacional”, disse Cabrera, segundo nota divulgada pelo Ministério da Educação (MEC).
Além de ajudar na recomposição do acervo, Cabrera também afirmou que disponibilizará especialistas da área de museus para apoiar o Brasil na reconstrução do prédio histórico. Rossieli disse que irá identificar os tipos de especialistas necessários e, em seguida, comunicará o Ministério da Cultura da Espanha.
Nesta semana, o governo francês também ofereceu ajuda ao Brasil e disse que enviará quatro especialistas na área de museus ao Rio de Janeiro.

Museu Nacional
Após o incêndio ocorrido no dia 2, a reconstrução do Museu Nacional no Rio de Janeiro será feita em quatro etapas, incluindo a possibilidade de cessão de um terreno próximo ao local para que as atividades acadêmicas sejam mantidas.
A primeira etapa será dedicada à realização de intervenções emergenciais, como instalação de um toldo, escoramento de paredes, levantamento da estrutura, inventário do acervo e separação do que é possível encontrar nos escombros.
A segunda etapa depende da conclusão da perícia da Polícia Federal no local. Depois de realizada, será contratado um projeto básico e, com base nele, será implementado o projeto executivo da reconstrução do museu.
A terceira etapa é a da reconstrução. A ideia é usar a lei federal de incentivo à cultura, a Lei Rouanet. A quarta fase poderá ocorrer em paralelo com a obra de construção. É a de recomposição do acervo. O governo pretende fazer uma campanha internacional para a doação e aquisição de acervos para o Museu Nacional.




Publicado em: 17 de setembro de 2018

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Fique por dentro

Outras Notícias

Miguel Arcanjo reivindica implantação do Projeto Bom Prato em Itapetininga

16 de maio de 2019

    Chamando atenção para o fato de que o Programa Bom Prato é de extrema importância para Itapetininga, visto o alto número de pessoas em situação de vulnerabilidade social, o vereador Miguel Arca...

Leia Mais

Dudu Franco pede a transformação de rua defronte à Comunidade São José em Calçadão

16 de maio de 2019

  O vereador Dudu Franco está solicitando à Prefeitura Municipal de Itapetininga a transformação da Rua Ernesto José Kraft, Vila Piedade, em frente à Comunidade São José, em calçadão, ligando um tr...

Leia Mais

Denise solicita à Prefeitura análise do jurídico em relação à resposta à gratificação de 10% aos auxiliares ingressantes

16 de maio de 2019

    A vereadora Denise Franci Martins de Castro está solicitando à Prefeita Municipal de Itapetininga que envie uma análise do jurídico em relação à aos auxiliares ingressantes resposta ao requerim...

Leia Mais

Eduardo Prando quer informações do por que não há técnicos nas farmácias municipais

16 de maio de 2019

    O vereador Eduardo Prando apresentou requerimento, solicitando à Prefeitura Municipal de Itapetininga informações do por que não haver técnicos nas farmácias municipais para suprir as demandas,...

Leia Mais