Notícias



Trabalhadores podem usar FGTS para a compra de próteses e órteses


Trabalhadores com deficiência de natureza física ou sensorial poderão, a partir da próxima quinta-feira (15), usar o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de próteses e órteses. Essa possibilidade já estava prevista desde 2015, quando foi publicada a Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência - o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Faltava, no entanto, a regulamentação dessa lei, o que foi feito em abril deste ano por meio de decreto.

O anúncio foi feito hoje (14) por representantes da Caixa e do Ministério do Trabalho durante coletiva de imprensa. De acordo com o decreto que regulamentou o Estatuto da Pessoa com Deficiência, para ter acesso ao recurso e usá-lo para a compra de próteses e órteses, será considerado trabalhador com deficiência aquele que tem impedimento de natureza física ou sensorial que produza efeitos pelo prazo mínimo de dois anos e possa impedir sua participação plena e efetiva na sociedade em condições de igualdade com as demais pessoas.

“É importante ressaltar que [para usar o saldo do FGTS] é fundamental a pessoa ter a condição de deficiente, e que ela represente impedimento de natureza física ou sensorial pelo prazo mínimo de 2 anos”, explicou o vice-presidente para Fundos de Governo da Caixa, Valter Nunes.

Perfil:
Para a comprovação dessa necessidade, será necessária a apresentação de laudo médico atestando a condição de pessoa com deficiência, a espécie, o grau ou o nível da deficiência, e a prescrição da órtese ou prótese a ser adquirida.

No caso do uso dos recursos para a compra de aparelhos auditivos, será necessário que a pessoa tenha uma perda auditiva de pelo menos 50 decibéis. Também se enquadram no perfil de beneficiário pessoas com membros amputados; com paraplegia; com necessidade de cadeira de rodas; com necessidade de prótese ocular; ou com acuidade visual inferior a 30% no melhor olho.

Para que o trabalhador possa solicitar o saque é necessário que o médico responsável pelo tratamento emita o laudo de avaliação disponibilizado no site da Caixa www.conectividadesocial.caixa.gov.br/medicos).

Ainda não há previsão oficial sobre o número de órteses e próteses que serão disponibilizados. A Caixa esclarece que o recurso não poderá ser usado para a compra de prótese ou órteses de filhos ou dependentes dos titulares da conta de FGTS.




Publicado em: 06 de setembro de 2018

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Fique por dentro

Outras Notícias

Uanderson solicita rede de energia na Av. João Tobias de Albuquerque e Rua Olegário Paulino Seabra

20 de dezembro de 2018

    O vereador Uanderson Clayton de Oliveira Moreira, através de requerimento, está solicitando à Prefeita Municipal a realização de estudo e a instalação da rede secundária de energia na Avenida J...

Leia Mais

Sidnei reivindica 8 bicicletas para agentes de saúde da UBS Rechã

20 de dezembro de 2018

    O vereador Sidnei Teixeira Barbosa está solicitando à Prefeita e à Secretária Municipal de Saúde a destinação de 8 bicicletas para agentes de saúde da UBS Rechã, para realizarem visitas ás resi...

Leia Mais

Eduardo Prando destaca necessidade de asfaltamento, guias e iluminação para moradores da Vila Belo Horizonte

20 de dezembro de 2018

  Destacando que moradores da Vila Belo Horizonte, mais especificamente da Rua João Correa de Moraes estão reclamando da falta de asfaltamento, guias e iluminação, o vereador Eduardo Prando apresen...

Leia Mais

Dudu Franco solicita colocação de grama no parquinho instalado na Avenida Peixoto Gomide

20 de dezembro de 2018

    Lembrando que a área onde foi instalado o playground (parquinho)  na Avenida Peixoto Gomide está sem grama, e com o tempo seco acaba levantando poeira quando as crianças estão brincando, o vere...

Leia Mais